Buscar

03 de março o Dia Mundial da Audição


Você já fez uma audiometria esse ano?

De acordo com a OMS, mais de 1 bilhão de pessoas com idade entre 12 e 35 anos correm o risco de perder a audição devido à exposição prolongada e excessiva sons intensos.

A dificuldade em ouvir pode ter consequências não só para a comunicação, mas também na sua saúde física, mental, vida acadêmica e inserção no mercado de trabalho.


A perda auditiva pode ter diferentes configurações, tipos e graus. Podendo surgir de lesões nas células do ouvido, lesões nos ossículos do ouvido e até mesmo de alterações no nervo auditivo. Quando não tratada ela acelera o desenvolvimento de doenças neurológicas, quadros depressivos e isolamento social.


A perda auditiva a é uma doença extremamente complexa quando é detectada tardiamente, pois o sinal ou sintoma de perda auditiva neurossensorial pode ter múltiplas causas, entre elas o processo de envelhecimento.


Apenas 20% das pessoas que sabem sobre a sua perda de audição usam o aparelho auditivo. Um dos principais motivos para o número tão baixo é a falta de conhecimento, de saber que existe essa opção e que ela pode ser usada em diferentes graus da perda. Outras justificativas podem ser o custo, preconceito ou pela pouca importância do diagnóstico quando é detectado uma perda de grau leve.


A perda auditiva não tratada acelera o desenvolvimento de doenças neurológicas como o Alzheimer.

Se você sente zumbido ou tem alguma dificuldade para compreender a fala, faça uma avaliação audiológica.


Agende sua audiometria no Centro da Audição


Rua Vicente Matropietro, 854. Matão/SP

(16) 99646-5577


Av. Francisco Salles, 977.

Poços de Caldas/MG

(35) 3712-9289 (35) 99829-5068

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo